segunda-feira, 17 de abril de 2023

"Chã da Fonte" - a razão de um nome?

 


Subindo desde a Portela de Leonte em direcção ao Borrageiro, Serra do Gerês, e após passar o Colo da Preza, chegamos a uma zona mais plana designada como "Chã da Fonte".

Ao olhar em volta, achamos curioso este topónimo naquele local, até a fonte mais próxima - a Fonte da Borrageirinha - está umas dezenas de metros mais acima, já no caminho para o Arco do Borrageiro.

Os topónimos não surgem sem razão - mesmo a palermice das "cascatas do Tahiti" tiveram a sua razão de ser - e assim torna-se num trabalho interessante tentar explicar a origem dos topónimos serranos. 

Bom, se ao subir do Colo da Preza não vemos nenhum sinal da possível existência de uma fonte, o mesmo já não acontece quando subimos a Pegada das Ruivas vindo da Garganta da Preza ou do Curral do Cambalhão (Camalhão). Ao nos aproximarmos vindos do Sul da mariola que existe na Chã da Fonte, notamos os restos do que nos parece ser uma construção tosca que estabelece um espaço limitado de pequenas dimensões. Ao olharmos para o terreno, vemos também que será (ou em tempos seria) zona de maior escorrência de água.

Se inicialmente poderia ter pensado que aquela estrutura seriam os restos de um velho abrigo pastoril, o facto de ser uma estrutura quadrangular leva-me a crer tratar-se dos restos de uma velha nascente / fonte que teria dado o nome à chã.

Fotografia © Rui C. Barbosa (Todos os direitos reservados)

Sem comentários: