domingo, 10 de dezembro de 2017

Previsão meteorológica para Nevosa / Carris (10 a 18 de Dezembro)


A Serra do Gerês deve receber o seu primeiro nevão da época por estes dias.

Paisagens da Peneda-Gerês (CCLXX) - Ínsuas (Soajo)


Ínsuas é um lugar não muito afastado da vila do Soajo e onde podemos encontrar belos exemplares de abrigos que em tempos formaram brandas utilizadas na pastorícia.

 Fotografia © Rui C. Barbosa (Todos os direitos reservados)

254... Minas dos Carris pela última vez em 2017


Acabou por ser a minha última jornada às Minas dos Carris em 2017.

Uma caminhada pelo Vale do Alto Homem começando e terminando na Portela do Homem. A usual passagem pela frondosa Fonte da Abelheirinha e pela Água da Pala, por entre histórias de contrabando e dos tempos do volfrâmio. A Ponte do Cagarouço, as Curvas do Febra e a imensidão do Modorno a meio do caminho. A épica paisagem do Vale do Homem tendo por fundo a Serra Amarela e a chegada ao Teixo por velhos trilhos há muito esquecidos. Depois, a passagem pela pequena Ponte das Águas Chocas e a chegada às Abrótegas com o esplendor dos picos serranos de Carris, Cabreirinha, Altar de Cabrões e Outeiro do Pássaro. A passagem pelo Curral das Abrótegas e pelo Curral de Cabana Nova antes da final subida pela Corga da Carvoeirinha até às velhas ruínas das Minas dos Carris.

No final, o mundo todo a nossos pés e a grandiosidade do Gerês...




 

















Outras fotos aqui.

Fotografias © Rui C. Barbosa (Todos os direitos reservados)

sábado, 9 de dezembro de 2017

Paisagens da Peneda-Gerês (CCLXIX) - Curral de Lagarinho


Um dos currais mais extremos da vezeira de Fafião, Serra do Gerês, o Curral de Lagarinho encontra-se abrigado por paredes graníticas e frondosos carvalho.

Fotografia © Rui C. Barbosa (Todos os direitos reservados)

Paisagens da Peneda-Gerês (CCLXVIII) - Ponte da Matança


Unindo as duas margens do Rio Fafião, Serra do Gerês, a Ponte da Matança localiza-se no fundo de um vale escarpado por entre paredes graníticas alcantiladas.

Fotografia © Rui C. Barbosa (Todos os direitos reservados)

"Como se extinguiu o urso-pardo em Portugal?"


Um artigo bem interessante de Raquel Dias da Silva sobre o livro "Urso-pardo em Portugal - Crónica de uma Extinção" que nos fala sobre a extinção deste animal no nosso país, para ler aqui.

O livro Urso-pardo em Portugal – Crónica de uma Extinção, de Miguel Brandão Pimenta e Paulo Caetano, conta como foi morto o último urso-pardo português, no Gerês. E como se traçou o destino desse predador icónico, que já existiu por todo o país.

Foi no segundo dia do mês de Dezembro de 1843, com o espírito de Natal já instalado na comunidade serrana e o frio entorpecedor a prometer a chegada de neve e fome, que uma multidão subiu à serra da Mourela, no Gerês, e até ao sítio do Sapateiro. Aí dispersaram e percorreram todo o vale do ribeiro do rio Mau até encontrarem num bosque denso o corpulento urso-pardo que procuravam. Mataram-no e transportaram o seu cadáver para a vila de Montalegre. A notícia da sua morte não ficou por Trás-os-Montes e percorreu todo o país graças à pena de um escriba, que redigiu uma breve nota publicada na Revista Universal Lisbonense a 21 de Dezembro desse mesmo ano.

Embora o seu estado de conservação seja considerado “pouco preocupante” pela União Internacional para a Conservação da Natureza, ter-se-á extinguido em Portugal, enquanto espécie com população reprodutora, por volta do século XVII. E o último urso-pardo em território português não terá sido morto em 1650, como se chegou a pensar, mas sim em 1843, na tal matança no Gerês, depois de ter existido por todo o país. “Julga-se que desceria das Astúrias, porque é fera alheia a estes países [a Portugal]”, lê-se na notícia da Revista Universal Lisbonense. Esse último urso seria, então, muito provavelmente, apenas um de outros animais errantes que há dois séculos ainda nos visitavam. “São animais errantes que vêm da Galiza. Não podemos dizer que havia ursos em Portugal. Mas de vez em quando atravessavam a fronteira”, explica ao PÚBLICO Paulo Caetano, ex-jornalista e autor de quase duas dezenas de livros de etnografia e natureza.

Fotografia: Paulo Caetano

Previsão meteorológica para Nevosa / Carris (9 a 17 de Dezembro)


Resultado de uma possível ciclogénese explosiva... chuva e neve nas Minas dos Carris com a mínima a baixar aos -4ºC nos dias 11 e 12.

Um outro olhar (LXXX)


O Álvaro Rego Pinto visitou as Minas dos Carris a 1 de Dezembro de 2017 e teve a amabilidade de me ceder estas fotografias desta sua visita neste dia chuvoso.

Se visitar as Minas dos Carris, envie as suas fotografias para assim se constituir uma base cronológica das ruínas nos píncaros serranos do Gerês.

Um agradecimento ao Álvaro pelo envio das fotos.






Fotografias © Álvaro Rego Pinto (Todos os direitos reservados)

Paisagens da Peneda-Gerês (CCLXVII) - O Bairro (Minas dos Carris)


Era um dos conjuntos de edifícios mais notáveis das Minas dos Carris, Serra do Gerês. Denominados como 'O Bairro', são agora meras ruínas destruídas pelos elementos e pelo Homem.

Fotografia © Rui C. Barbosa (Todos os direitos reservados)

sexta-feira, 8 de dezembro de 2017

Mercado de Natal no Soajo


Precisa de uma desculpa para visitar a vila do Soajo? Então, que tal esta?

Apostando no estímulo e dinamização da economia local e tendo como pontos de partida a promoção das artes e ofícios tradicionais, da música e da cultura, a iniciativa terá lugar no Salão do Centro Social e Paroquial de Soajo, situado no centro da vila, contando com a participação de diversos artistas e artesãos.

O evento consistirá na realização de uma exposição colectiva que será acompanhada ao longo dos dias por diversas animações de interesse cultural, como por exemplo música ao vivo e teatro.

Programa:

Sábado, dia 16

*09:00* - Abertura do Mercado

- Trilho de Natal na Serra de Soajo(10€ com guia/seguro/lanche. Inscrições em fb.com/soajonomadis)

*14:30* - "A história de natal de Soajo" - Teatro das crianças da Escola Básica da Eira do Penedo

*21:00* - Concerto da banda galega "De Cor de Lousa"

Domingo, dia 17

*09:00* - Abertura do Mercado

*14:30* - Tocata de concertinas

Trilhos seculares - Passeio outonal entre Leonte e a Varziela


Um passeio outonal entre Leonte e a Varziela, Serra do Gerês, contemplando os efémeros tons do Outono antes da chegava do implacável Inverno.



































Fotografia © Rui C. Barbosa (Todos os direitos reservados)