segunda-feira, 20 de maio de 2019

Paisagens da Peneda-Gerês (CCCLXII) - Várzea


A aldeia de Várzea, Serra do Soajo, viu quase a totalidade dos seus campos serem submersos pelas águas da albufeira da Barragem do Alto Lindoso, em 1992.

A situação geográfica da aldeia constituiu durante muitos anos um difícil obstáculo à comunicação. O caminho para se chegar à sede da freguesia, Soajo, ou ao centro do concelho, Arcos de Valdevez, tinha de se fazer a pé. A partir de 1960, surgiu a primeira estrada florestal, que por um circuito de 25 Km que passava por Adrão, que ligava a aldeia a Soajo. A partir de 1982 o trajecto foi encurtado com a estrada municipal que liga Cunhas a Soajo.

Antes de haver estrada, a população só se deslocava a Soajo pela época das grandes feiras, para vender, comprar ou trocar produtos. Se um doente precisasse de médico e não pudesse caminhar, teria de ser levado de padiola até Soajo. E só a partir daí poderia ser transportado de automóvel até à vila de Arcos de Valdevez. (1)


Fotografia © Rui C. Barbosa (Todos os direitos reservados)

"Gritos na Penumbra" já disponível em venda on-line


"Gritos na Penumbra" é o segundo livro de fotografia e prosa poética do autor Rui C. Barbosa.

O livro já se encontra disponível em venda on-line aqui (em versão papel) e aqui (na versão ebook). O livro também pode ser adquirido através do facebook aqui.

Em seguimento do seu primeiro livro, esta é a segunda incursão na prosa poética onde abundam os sentimentos gerados pelas paisagens de montanha, em em especial pelas paisagens da Serra do Gerês, e pela personalidade saudosista, além da irreverência do Amor.

O tema deambula entre as serranias Geresianas, a maior das paixões deste escritor, que já nos habituou imenso às suas palavras fortes que mais uma vez nos deixam a sonhar com noites nevadas, ventos frios à lareira, entre o crepitar do fogo e o uivar dos lobos.

Este é um livro de fotografia e textos de prosa poética inspirado nas serranias Geresianas, na saudade e no Amor.

domingo, 19 de maio de 2019

Biscoitos Beneditinos S. Bento na segunda fase do concurso '7 Maravilhas Doces de Portugal'


Os biscoitos de castanha e mel da Serra do Gerês, conhecidos como 'Beneditinos de S. Bento' são um dos nomeados para a segunda fase do concurso '7 Maravilhas Doces de Portugal'.

O vosso apoio é importante! Vejam aqui!

Vejam a página no facebook aqui!

Eis a sua história...

Com a extinção das ordens religiosas em 1834, dia 28 de Maio, muitos dos segredos da doçaria conventual passaram os muros dos mosteiros e foram adoptadas por familiares ou amigos dos monges e das monjas.

Muitas destas receitas perderam-se definitivamente. Outras, como é o caso, foram sendo adaptadas e modificadas ao longo do tempo por doceiras, senhoras que tinham criatividade e não teriam a posse plena das receitas originais. Assim, hoje, muitos dos chamados “doces conventuais” têm esta origem.


Numa formação de doçaria tradicional, promovida pela Irmandade de S. Bento da Porta Aberta e ministrada por um formador da ATHACA, uma das senhoras que frequentou a formação, com alguma experiência no fabrico artesanal de doçaria, baseando-se nas “estórias” que tinha ouvido contar sobre este património e usando ingredientes que os mosteiros próximos teriam usado (mel e castanhas), imaginou a receita que deu origem aos “Biscoitos Beneditinos”, homenagem aos monges de ali perto (Rendufe e Santa Maria de Bouro).

A forma dos biscoitos foi criada para lembrar a auréola que se vê nos santos, e desse modo, vincar o quanto esta receita deve aos filhos espirituais de S. Bento que foram ali vizinhos e que desde 1614 é venerado como S. Bento da Porta Aberta.

Travessia do Maciço Central dos Picos de Europa


Regresso aos Picos de Europa em Junho de 2019! Ainda temos duas vagas!!!

Programa

Dia 12/06 - 07:00
Porto – Braga - Leon - Arenas de Cabrales
Pernoita em Arenas de Cabrales

Dia 13/06 – 07:00 
Arenas de Cabrales – Poncebos. 
Caminhada de 5km de Poncebos para Bulnes com pernoita no Albergue de Bulnes

Dia 14/06 – 08:30 
Caminhada de 9km da Aldeia de Bulnes para Refúgio Vega de Urriello (via Pandebado) com pernoita no refúgio Vega de Urriello (Naranjo de Bulnes) 

Dia 15/06 – 09:00
Caminhada de 11 km desde o Refúgio Vega de Urriello para aldeia de Espinana (via Horcados Rojos) com passagem pela Cabana Verónica e descida por teleférico para Fuente Dé. Pernoita em albergue em Espinama

Dia 16/06 – 08:30
Visita a aldeia de Potes e ao Centro de Interpretação dos Picos de Europa em Sotoma com regresso a Braga / Porto pelas 19:00 / 20:00 

NOTA: Os albergues e refúgio dispõe de cozinha para poderes confeccionar os teus alimentos. Pelo caminho iremos parar em supermercado para abastecimento.

O que terás que levar 
Botas de montanha
Mochila de 30 litros (caminhadas)
Saco cama (facultativo) os locais de dormida dispões de cobertores e almofada
Bastão de marcha (obrigatório) 
Impermeável ou poncho 
Roupa adequada a época 
Cantil e lanterna 

Dificuldade: Média / Alta 

Características do passeio 

Travessia do maciço central (norte e sul) do Parque Nacional dos Picos de Europa 

Passagem pelo Perímetro do Parque 

Numero mínimo de participantes: 7 

Numero máximo de participantes: 14 

Inclui: Transporte, seguro de acidentes pessoal, guia, teleférico, pequeno-almoço e pernoitas em albergue

Não Inclui: Almoço e jantar (NOTA: O Albergue de Bulnes e Refúgio de Vega de Urriello dispõe de serviço de jantar na qual o participante poderá reservar e pagar no local. Em Espinama existem restaurantes e supermercado)

Valor da inscrição por participante: 265€ 

INSCRIÇÃO OBRIGATORIA ATÉ AO DIA 10 DE MAIO 2019 
Deverá mencionar nome completo, data de nascimento, número de CC e NIF

Inscrições e informações
E-mail: pederiosgeral@gmail.com 

(o valor da inscrição reverte para aluguer de viaturas, seguros, combustível, guia, teleférico, albergues e portagens)

Fotografia © Rui C. Barbosa (Todos os direitos reservados)

Paisagens da Peneda-Gerês (CCCLXI) - Cumes de Pitões


Os píncaros dos Cornos da Fonte Fria, Serra do Gerês, perto de Pitões das Júnias, rasgam os céus e contrastam com a cota baixa das águas da albufeira da Paradela.

Fotografia © Rui C. Barbosa (Todos os direitos reservados)

sexta-feira, 17 de maio de 2019

"Gritos na Penumbra" já disponível


"Gritos na Penumbra" é o segundo livro de fotografia e prosa poética do autor Rui C. Barbosa.

Em seguimento do seu primeiro livro, esta é a segunda incursão na prosa poética onde abundam os sentimentos gerados pelas paisagens de montanha, em em especial pelas paisagens da Serra do Gerês, e pela personalidade saudosista, além da irreverência do Amor.

O tema deambula entre as serranias Geresianas, a maior das paixões deste escritor, que já nos habituou imenso às suas palavras fortes que mais uma vez nos deixam a sonhar com noites nevadas, ventos frios à lareira, entre o crepitar do fogo e o uivar dos lobos.

Este é um livro de fotografia e textos de prosa poética inspirado nas serranias Geresianas, na saudade e no Amor.

Paisagens da Peneda-Gerês (CCCLX) - Surreira do Meio-Dia


Um dos símbolos por excelência do Parque Nacional da Peneda-Gerês, a água-real é aqui homenageada por terras de Cabril tendo como fundo a Surreira do Meio-Dia.

Fotografia © Rui C. Barbosa (Todos os direitos reservados)

quinta-feira, 16 de maio de 2019

quarta-feira, 15 de maio de 2019

Movimento Alternativa Socialista em defesa do Parque Nacional da Peneda-Gerês


O Movimento Alternativa Socialista (MAS) realizou uma acção de campanha em defesa do Parque Nacional da Peneda-Gerês (PNPG) no dia 15 de Maio de 2019.

A acção de campanha decorreu nas Caldas do Gerês e na Portela de Leonte. Contando com a presença de Vasco Santos, candidato deste partido às Eleições Europeias, foram apontados vários problemas que atingem e que são uma ameaça ao PNPG, nomeadamente a recente tentativa de transformar o Parque Nacional num couto de caça à cabra selvagem violentando assim a sua herança de santuário de protecção da Natureza (Protecção da cabra selvagem no Gerês), as investidas da industria mineira ao propor a prospecção de lítio em zonas fronteiriças do Parque Nacional (na Serra da Peneda e Serra do Soajo) com as óbvias consequências ambientais para as populações e Natureza, e a criação de um verdadeiro anel de fogo ao privilegiar a plantação de eucaliptos em zonas de pré-Parque sem olhar ás lições que deveriam ter sido aprendidas com os eventos trágicos dos últimos Verões.

O MAS refere "queremos um Parque para o planeta e para as populações, e não para as multinacionais e os ricos!"

Para além destes pontos, o candidato Vasco Santos realçou também vários outros pontos que deveriam merecer a nossa atenção para um mundo ambientalmente sustentável, nomeadamente o fim da extracção de combustíveis fósseis, uma verdadeira transição energética com a criação de empregos pelo clima e a constituição de um sistema de transportes colectivos gratuitos e de qualidade. 


















Fotografias © Rui C. Barbosa (Todos os direitos reservados)

Previsão meteorológica para Nevosa / Carris (15 a 23 de Maio)


As notícias não são animadoras para os amantes das paisagens nevadas, pois as previsões apontam agora para uma queda de neve residual nas Minas dos Carris para o dia 17 de Maio.

terça-feira, 14 de maio de 2019

Um outro olhar (CVI)


O Lobo Freitas visitou as Minas dos Carris a 1 de Maio de 2019 e teve a amabilidade de me ceder estas fotografias.

Se visitar as Minas dos Carris, envie as suas fotografias para assim se constituir uma base cronológica das ruínas nos píncaros serranos do Gerês.



Um agradecimento ao Lobo pelo envio das fotos!

Fotografias © Lobo Freitas (Todos os direitos reservados)

Concurso de fotografia "Olhar Barroso 2019"


O Ecomuseu de Barroso tem o prazer de anunciar a segunda edição do concurso de fotografia OLHAR BARROSO. Na primeira edição optou-se por uma temática mais abrangente: “Olhar Barroso”, nesta segunda edição o tema é “Parque Nacional da Peneda-Gerês, reserva da biosfera”.

É importante que os participantes percebam que o tema desta segunda edição contempla apenas a zona do Parque Nacional da Peneda-Gerês que pertence ao concelho de Montalegre.

O concurso destina-se ao público em geral.

Os interessados podem fazer a sua inscrição entre o dia 15 de maio de 2019 e o dia 31 de Outubro do mesmo ano, enviando até 3 fotografias no link: inscrição

Os trabalhos serão seleccionados por um júri, que será anunciado no site do Ecomuseu de Barroso: www.ecomuseu.org 

No final do concurso, as fotografias seleccionadas pelo júri resultarão numa exposição na sede do Ecomuseu de Barroso, com data a definir.

O regulamento pode ser visto na folha de inscrição ou então aqui.

Fotografia © Rui C. Barbosa (Todos os direitos reservados)

Previsão meteorológica para Nevosa / Carris (14 a 22 de Maio)


Continua a previsão de queda de neve para as Minas dos Carris entre os dias 16 e 19 de Maio, com uma acumulação de 7 cm prevista para dia 17 de Maio.

30º aniversário da inauguração do Museu Etnográfico de Vilarinho da Furna


Passam hoje 30 anos que foi inaugurado o Museu Etnográfico de Vilarinho da Furna, a 14 de Maio de 1989.

A concretização de uma ideia que surgiu em meados dos anos de 1960, para salvaguardar a memória de Vilarinho da Furna, a aldeia comunitária, afundada pelas águas de uma albufeira em 1972.






Fotografias: Manuel Antunes

Paisagens da Peneda-Gerês (CCCLVIII) - S. João do Campo e Serra Amarela


A vertente Sul da Serra Amarela serve de pano de fundo à formosa aldeia de S. João do Campo (Campo do Gerês), Serra do Gerês.

Fotografia: © Rui C. Barbosa (Todos os direitos reservados)