segunda-feira, 18 de dezembro de 2017

Outros trilhos - Rota de Banreses


A 'Rota de Banreses' (PR6) está localizada na freguesia de Vale da Porca, Macedo de Cavaleiros, e a sua designação, deve-se à passagem do percurso pela aldeia de Banreses, um povoado abandonado.

Ao longo do percurso, a paisagem agrícola é uma constante, permitindo ao visitante observar extensos campos agrícolas onde domina as cultural de sequeiro. O caminheiro tem ainda a possibilidade de desfrutar de paisagens como as linhas de água, nomeadamente a ribeira de Salselas e do Rio Azibo, as galerias ripículas compostas que os acompanham, a ponte de Banreses e a românica de Vale da Porca, etc.




















Fotografia © Rui C. Barbosa (Todos os direitos reservados)

Previsão meteorológica para Nevosa / Carris (18 a 26 de Dezembro)


Os próximos dias adivinham-se frios, mas soalheiros nas Minas dos Carris.

domingo, 17 de dezembro de 2017

sábado, 16 de dezembro de 2017

Lameiros e prados de feno


Os prados de feno, prados de regadio, lameiros, prados de lima ou pauis constituem um elementos importante e característico da paisagem vegetal e agrícola do Parque Nacional.

À volta das povoações encontram-se as áreas agrícolas, algumas sujeitas a uma lavra anual e dedicadas sobretudo ao cultivo do centeio, milho, feijão, batata e produtos hortícolas e outras que, não sendo lavradas anualmente, permanecem em pousio durante anos consecutivos. 

Previsão meteorológica para Nevosa / Carris (16 a 24 de Dezembro)


Tempo frio nas Minas dos Carris e ausência de precipitação.

sexta-feira, 15 de dezembro de 2017

Paisagens da Peneda-Gerês (CLXXIII) - O gato de Parada


Há sempre um gato que se mostra com a sua curiosidade (Parada, Serra Amarela).

Fotografia © Rui C. Barbosa (Todos os direitos reservados)

Paisagens da Peneda-Gerês (CLXXII) - Gralheiras


Pilar granítico nas Gralheiras - Pitões das Júnias, Serra do Gerês.

Fotografia © Rui C. Barbosa (Todos os direitos reservados)

Roedores e insectívoros do PNPG


O termo micromamíferos é, na realidade, um termo de ordem prática aplicado apenas a roedores e insectívoros, não incluindo por isso outro tipo de animais de reduzidas dimensões como, por exemplo, os morcegos.

As duas ordens, Rodentia e Insectívora, incluem 22 espécies existentes no território nacional das quais 16 estão presentes no Parque Nacional da Peneda-Gerês (PNPG).

A grande diversidade de ambientes que ocupam reflecte-se numa enorme variedade de adaptações tróficas e ecológicas (hábitos fossoriais, aquáticos, trepadores) resultantes da evolução e adaptação a diferentes modos de vida. 

Pitões à Mão - Mercado Cultural em Pitões das Júnias


Em Pitões das Júnias nos dias 22 e 23 de Dezembro de 2017, ocorrerão vários eventos culturais a não perder.

Casa do povo e Taberna Terra Celta - Encontro e mercado de Artesãos (Serra do Gerês, Serra do Soajo e Baixa-Limia).

Ecomuseu do Barroso - Demonstrações em ferro forjado e em tecelagem.

BAP - Estórias de Natal na Montanha.
Construção de árvore de Natal alternativa.

Fadas e encantamentos em bosque autóctone - performance musical.

Agricultura e pecuária na montanha - como funciona uma vacaria.

Concertos de Natal.

Filhós e chocolate quente.

Organização: 
Taberna Terra Celta

Previsão meteorológica para Nevosa / Carris (15 a 23 de Dezembro)


Não se prevê precipitação para as Minas dos Carris na próxima semana.

quarta-feira, 13 de dezembro de 2017

Um outro olhar (LXXXI)


O Paulo Figueiredo visitou as Minas dos Carris a 12 de Dezembro de 2017 e teve a amabilidade de me ceder estas fotografias desta sua visita neste dia chuvoso.

Se visitar as Minas dos Carris, envie as suas fotografias para assim se constituir uma base cronológica das ruínas nos píncaros serranos do Gerês.

Um agradecimento ao Paulo pelo envio das fotos.







Fotografias © Paulo Figueiredo (Todos os direitos reservados)


Carnívoros no PNPG


No Parque Nacional da Peneda-Gerês existem 12 espécies de carnívoros, sendo de destacar o lobo (Canis lupus), o gato-bravo (Felis silvestris), a lontra (Lutra lutra) e o arminho (Mustela erminea). O visão-americano (Mustela vison) é uma espécie introduzida que surgiu recentemente no território do parque.

Devido ao seu comportamento normalmente esquivo e hábitos essencialmente nocturnos ou crepusculares, é difícil a observação de carnívoros em estado selvagem.

Previsão meteorológica para Nevosa / Carris (13 a 21 de Dezembro)


Os céus limpos voltam às Minas dos Carris a partir de dia 17 de Dezembro.

segunda-feira, 11 de dezembro de 2017

Uivo, de Luís Miguel Vendeirinho


UIVO

É desmesurada esta minha fome
De céus, de fogo e torrente,
Músicas que as chuvas cantam
O arvoredo sopra na noite
Os passos beijam a pedra,
É inaudita a chispa do olhar
Quando a manhã vem, de manso
A flor desponta, a fera uiva
Contra este destino sem rota,
É contra naturam o silêncio
Onde mora o mundo, a hora
Onde as almas livres gritam,
É nossa a cor do lírio
A espuma que o rio grita
O galope dos garranos
A vertigem das eternas pedras,
É mais que perfume
Que ocaso ou relâmpago
Que neves deitadas
Que cantos dos pássaros,
É uma luz que brilha calada…

LV 11.12.2017

Reproduzido com autorização do autor

--

Nota biográfica

Luís Vendeirinho nasceu em Lisboa, a 20 de Setembro de 1957.

Foi funcionário do Ministério da Educação entre 1972 e 1976, e do Ministério da Justiça desde então até 2003. Desde jovem tentou algumas incursões no domínio poético, publicando tardiamente, em 1981, o primeiro livro de versos. Depois de alguns opúsculos dedicados ao conto e a reflexões várias, o rumo essencial da escrita levou à publicação dos romances Requiem, Cátedra de Mármore e Uma Farpa na Clareira. Tem visto publicados, em algumas colectâneas e em periódicos, tanto alguns contos como crónicas.

A formação académica fê-la – desde o liceu – sempre de par com a actividade na administração pública; formação essa dedicada aos Estudos Portugueses, aos Estudos Europeus e ao Jornalismo. Desde adolescente que o convívio com a realidade social, sobretudo a rural, o tem cativado, e coabitado com o montanhismo (q.b. entenda-se).

Fotografia © Rui C. Barbosa (Todos os direitos reservados)

Conservação da biodiversidade


Cabe a todos nós a protecção das plantas raras ou ameaçadas no Parque Nacional da Peneda-Gerês, tais como o Lírio-do-gerês, o Narciso-de-trombeta ou a Betónica-bastarda.

Planta herbácea com um bolbo ovóide e uma flor intensamente violácea, o Lírio-do-gerês é ameaçada pelos gorgulho que ataca as sementes, bem como o constante corte ilegal de flores e os fogos durante o final da Primavera e início do Verão.

Por seu lado, o Narciso-de-trombeta, planta herbácea com um bolbo e uma flor bicolor, é ameaçado pelo corte de flores, destruição dos bolbos e a herbívora da parte aérea. 

A Betónica-bastarda é uma planta herbácea com rizoma e flores de cor branca, rosada ou púrpura. As suas principais ameaças são a colheita de plantas e destruição ou perturbação do seu habitat, principalmente por fogos.

Fotografia: PNPG


Entrudo da Misarela 2018


Terá lugar a 10 de Fevereiro de 2018, a queima do Entrudo na Ponte da Misarela.

O evento está marcado para as 15:00 e é organizado por Jorge Leal.

Previsão meteorológica para Nevosa / Carris (11 a 19 de Dezembro)


Os pontos mais elevados da Serra do Gerês e do Parque Nacional já deverão estar cobertos de neve...

domingo, 10 de dezembro de 2017

Previsão meteorológica para Nevosa / Carris (10 a 18 de Dezembro)


A Serra do Gerês deve receber o seu primeiro nevão da época por estes dias.

Paisagens da Peneda-Gerês (CCLXX) - Ínsuas (Soajo)


Ínsuas é um lugar não muito afastado da vila do Soajo e onde podemos encontrar belos exemplares de abrigos que em tempos formaram brandas utilizadas na pastorícia.

 Fotografia © Rui C. Barbosa (Todos os direitos reservados)

254... Minas dos Carris pela última vez em 2017


Acabou por ser a minha última jornada às Minas dos Carris em 2017.

Uma caminhada pelo Vale do Alto Homem começando e terminando na Portela do Homem. A usual passagem pela frondosa Fonte da Abelheirinha e pela Água da Pala, por entre histórias de contrabando e dos tempos do volfrâmio. A Ponte do Cagarouço, as Curvas do Febra e a imensidão do Modorno a meio do caminho. A épica paisagem do Vale do Homem tendo por fundo a Serra Amarela e a chegada ao Teixo por velhos trilhos há muito esquecidos. Depois, a passagem pela pequena Ponte das Águas Chocas e a chegada às Abrótegas com o esplendor dos picos serranos de Carris, Cabreirinha, Altar de Cabrões e Outeiro do Pássaro. A passagem pelo Curral das Abrótegas e pelo Curral de Cabana Nova antes da final subida pela Corga da Carvoeirinha até às velhas ruínas das Minas dos Carris.

No final, o mundo todo a nossos pés e a grandiosidade do Gerês...




 

















Outras fotos aqui.

Fotografias © Rui C. Barbosa (Todos os direitos reservados)