segunda-feira, 31 de outubro de 2016

Paisagens da Peneda-Gerês (LXXV) - Espigueiros ao crepusculo


Um contra-luz que transforma os espigueiros do Soajo num tenebroso ambiente medieval.

Fotografia © Rui C. Barbosa (Todos os direitos reservados)

Travanca, memórias ao pôr-do-Sol


A beleza do pôr-do-Sol visto desde Travanca, Serra do Soajo.
























Fotografias © Rui C. Barbosa (Todos os direitos reservados)

Desabafo de um leitor


Caro Rui,

Hoje estive no alto das Albas e de lá via a zona da Messe-Conho. A certa altura, por entre o sossego, vi três filas de gente com mais, bem mais de 12/15 pessoas a caminhar. Tudo aos berros, etc. Acabou logo o sossego...

Paisagens da Peneda-Gerês (LXXIV) - Pôr-do-Sol desde a Travanca


O pôr-do-Sol visto desde a Travanca, Serra do Soajo.

Fotografia © Rui C. Barbosa (Todos os direitos reservados)

domingo, 30 de outubro de 2016

Civismo para as calendas gregas


Continua o «regabofe» e a falta de civismo dos condutores na estrada da Mata de Albergaria.

A fotografia em cima foi tirada pelas 15:45 do dia 30 de Outubro, mas o dia anterior foi muito parecido, com a confusão de carros.

Alguns foram para casa com um postal de boas festas passado e enviado pela GNR.

Fotografia © Leitor devidamente identificado (Todos os direitos reservados)

Caminhada guiada às Minas dos Carris com o Parque de Campismo de Cerdeira


Parque de Campismo de Cerdeira está a levar a cabo uma nova série de actividades nas quais é possível visitar as antigas ruínas das Minas dos Carris.

Designada por "Caminhada aos Carris", esta actividade mensal tem como objectivo realizar uma visita guiada às minas com explicação dos aspectos mais importantes da actividade mineira na altura da II Guerra Mundial. A caminhada é feita ao longo do Vale do Homem.

A próxima actividade terá lugar a 5 de Novembro de 2016.

Para mais informações e datas, consultar aqui.

Fotografia © Rui C. Barbosa (Todos os direitos reservados)

Desafio para 2016 (XX) - Mosteiro de Ermelo


Aqui lancei o desafio para o ano de 2016: visitar os 44 pontos de interesse existentes na Reserva da Biosfera Transfronteiriça Gerês-Xurés (Projecto VALOR GERÊS-XURÉS).

O Mosteiro de Ermelho é o desafio n.º 8.

O que resta do mosteiro medieval de Ermelo constitui um dos mais enigmáticos casos da nossa arte românica, discutindo-se, ainda, quer a cronologia da obra que sobreviveu até aos nossos dias, quer o contexto em que foi criada. Nas últimas décadas, duas visões antagónicas fizeram escola e não se perspectiva uma fácil e consensual aceitação de uma em detrimento de outra.

As origens do mosteiro são igualmente discutidas, tendo alguns autores dos séculos anteriores reivindicado uma maior antiguidade que aquela que os documentos autorizam (Cf. ALVES, Dez. 1982, p.49). Certo é que no governo de D. Teresa, pelos primeiros anos do século XII, a condessa decidiu fundar um mosteiro de monges beneditinos, destinado a albergar mulheres nobres (GRAF, 1986, vol.2, p.33).

Mais informação aqui.

















Fotografias © Rui C. Barbosa (Todos os direitos reservados)