sábado, 9 de abril de 2011

Assaltos no Gerês

Hoje realmente notei a «constante» presença de veículos da GNR a circular na estrada nacional entre as Caldas do Gerês e a Portela do Homem. Confesso até que hoje talvez tenha visto mais movimentação de veículos da GNR num só dia do que durante o ano de 2010.

Nas Caldas questionei o porquê da inusitada situação... "É por causa dos assaltos e da pesca...", disseram-me. Já em casa fui surpreendido por uma SMS de um amigo que me referiu que o seu carro havia sido assaltado na Portela de Leonte. Para além do que foi roubado do interior do seu carro, ficam os danos do infortúnio.

No espaço de pouco mais de um mês é a segunda vaga de assaltos que tenho conhecimento naquela zona, pois algo semelhante já havia ocorrido a quando da 'Guerra às Mimosas'.

Como é óbvio as forças da autoridade não podem estar em todo o lado e a sua deslocação é necessária. Cobrir uma área tão vasta com poucos efectivos é um trabalho quase inglório.

Sabemos então que todo o cuidado é pouco, no entanto, e chegados a uma situação deste tipo na qual não ficamos descansados quando caminhamos na serra sabendo que a nossa propriedade pode ser assaltada, talvez seja altura de se tomar a iniciativa de resolver o problema... Temos de estar atentos... apanhar a causa, partir uns dedos, talvez deixar correr algum sangue... e chamar a GNR...

Fotografia © Rui C. Barbosa

4 comentários:

Joao Dias disse...

Pesca?nesse troço!!!não,é proibida à anos,não acredito que esse argumento seja válido.
Abraço,
João Dias

Rui C. Barbosa disse...

Por essa mesma razão, João, se bem que me parece estranho, mas pronto... foi o que me disseram.

joca disse...

Eu já fui vitima de um assalto e senti-me completamente atraiçoado. Se havia um lugar onde me achava seguro era na serra, mas há muito tempo que não é assim. A GNR do Gerês possui registos de muitos anos de assltos e são muitos mais do que imaginamos.

mike_desbunda disse...

Não, pesca não é de certeza, aliás, existem equipas especificas para esse tipo de fiscalização, que não a GNR do Gerês. Assaltos sim, é uma zona complicada, é pena é que o efectivo desse não permita que se efectue policiamento suficiente para combater essas e muitas outras ocorrências. Resta o povo se queixar pela falta de efetivo e com as atuais medidas de austeridade, vai ser ainda menos policiado de certeza.
Abraço e parabéns pelo Blog.
Pedro Ferreira