domingo, 3 de novembro de 2013

Abatido a tiro mais um lobo-ibérico seguido com colar GPS (abate dentro do PNPG)



Notícia SIC...

Foi abatido a tiro mais um lobo-ibérico seguido com colar GPS. Encontrada esta semana, Bragadinha terá morrido no passado dia 17, na zona de caça da Gavieira, em pleno Parque Nacional da Peneda-Gerês.A fêmea reprodutora da alcateia do Vez era seguida por telemetria desde Setembro de 2012.

Fotografada recentemente pelo fotógrafo de natureza João Cosme a levar comida às crias, Bragadinha foi encontrada morta na semana passada semana em pleno Parque Nacional da Peneda-Gerês.

A necrópsia, realizada sexta-feira de manhã, revelou que foi abatida a tiro, tendo depois sido mordida por vários cães e alvo de paulada ou novo disparo post-mortem.

De 15 lobos marcados com colar GPS, no âmbito da investigação do CIBIO, 5 já morreram por causas humanas e de forma ilegal. O lobo-ibérico é uma espécie em perigo de extinção em Portugal e protegida por lei desde 1988.

Notícia original aqui





Fotografias: João Cosme (via SIC)

8 comentários:

Astralys disse...

Isto a mim não me admira nada. Quem paga os custos dos programas e dos aparelhos de GPS e restantes despesas de conservação destes animais, não o faz para preservação, fá-lo para saber onde ele anda para depois os ir caçar com os amigos. È como fazemos ás sardinhas em molho de tomate, caça-mo-las e preserva-mo-las para depois as comermos.Esta situação já se passa em Africa há muitos anos com leões e elefantes e outros animais. As coleiras de GPS servem tambem para saber onde os animais estão para serem caçados.

Rui C. Barbosa disse...

Isso não faz qualquer sentido.

Campista Selvagem disse...

Nem sei o que pensar, no entanto creio que caças nas zonas protegidas deveria ser banida, aliás por mim caças deveria ser sem armas e com os cães açamados, se consideram caça desporto elaborem caçadas entre caçadores, hoje uns são caçadores amanhã serão presas.

Filipa Carvalho disse...

No passado dia 26 de Outubro fui caminhar para Castro laboreiro, nesse mesmo dia havia uma batida (autorizada) ao javali, que segundo um residente têm sido frequentes alegando que o javali se transformou numa praga.Ao final do dia, já em Castro Laboreiro cruzei-me com os caçadores e seus batedores...não me espanta que a causa de morte dos lobos esteja associada a este tipo de comportamento e infelizmente acho que não vai parar por aqui...

tiri-ri disse...

Ora bem, vamos começar a pôr as questões como elas devem ser, e a ver com olhos de ver e entender, 1ª- Alguém perguntou aos donos dos terrenos se estavam interessados em que os seus terrenos fizessem parte do Parque? 2ª- Os donos dos rebanhos foram ou são indemnizados quando são atacados e há animais mortos? 3ª Partindo de um princípio de que as duas primeiras são afirmativas, pode-se ainda questionar, os habitantes estão contentes com o parque? E mais não questiono, não venham para aqui tapar o Sol com a peneira e atirar culpas para quem não as tem. Já agora digo que com as botas do meu pai também eu era um grande homem. Porque fazer filhos em mulheres alheias, é um grande negócio, faze-los é fácil, mas sustenta-los, os outros que os sustentem.
Votos de um bom ano.

tiri-ri disse...

Ora bem, vamos começar a pôr as questões como elas devem ser, e a ver com olhos de ver e entender, 1ª- Alguém perguntou aos donos dos terrenos se estavam interessados em que os seus terrenos fizessem parte do Parque? 2ª- Os donos dos rebanhos foram ou são indemnizados quando são atacados e há animais mortos? 3ª Partindo de um princípio de que as duas primeiras são afirmativas, pode-se ainda questionar, os habitantes estão contentes com o parque? E mais não questiono, não venham para aqui tapar o Sol com a peneira e atirar culpas para quem não as tem. Já agora digo que com as botas do meu pai também eu era um grande homem. Porque fazer filhos em mulheres alheias, é um grande negócio, faze-los é fácil, mas sustenta-los, os outros que os sustentem.
Votos de um bom ano.

Rui C. Barbosa disse...

Nenhuma dessas questões são novas e têm sido debatidas ao longo dos anos. Por outro lado, nenhuma delas resolve o problema que é aqui colocado e muitas outras outras questões poderiam ser levantadas.

Um bom 2014!

Caracois do Outeiro disse...

Oh tiri-ri, não cabemos todos?? Porque que nós podemos caçar o gado do lobo ( javalis, veados, corços, etc.. ) e o lobo não pode caçar o nosso? Porque que nós consideramos esses terrenos nossos?? Os lobos já lá existiam muito antes de nós!! Já perguntaram ao lobo se está contente com a nossa presença??