terça-feira, 6 de setembro de 2011

O património perdido da Peneda-Gerês (LII)


Há muitos meses atrás visitei a Casa Florestal de Pitões das Júnias. As duas fotografias seguintes mostram o estado da casa a 14 de Fevereiro de 2010...

Entretanto esta casa foi recuperada e transformada num centro de interpretação do Planalto da Mourela. A sua recuperação é um bom exemplo do trabalho que pode ser feito nestas casas evitando assim a sua degradação e ruína. Um outro exemplo da reutilização destes edifícios é a Casa Florestal de Adrão que está equipada por uma equipa de Canarinhos que assim têm um local a partir do qual podem fazer uma intervenção mais rápida no combate aos fogos florestais.

A Casa Florestal de Pitões das Júnias foi recuperada ao abrigo de uma cooperação entre a eeagrants, a ADERE Peneda-Gerês (a entidade promotora), o Parque Nacional da Peneda-Gerês e a Câmara Municipal de Montalegre. O projecto teve um custo total de 101.640,00€ e foi financiado em 72.74,24€ pela eegrants, isto é pela Islândia, Liechenstein e pela Noruega através do mecanismo financeiro do espaço europeu.

Ficam aqui algumas fotografias do estado actual do edifício...

Fotografias: © Rui C. Barbosa

1 comentário:

Unknown disse...

Bom Dia!
Queria só dar-lhe os Parabéns pela criação do Blog! Bom Trabalho!