quinta-feira, 17 de novembro de 2011

176... Currais de Lamalonga e Carris (I)

Carris, 17 de Novembro de 2011

O principal objectivo deste dia era o de visitar os currais da Lamalonga, exceptuando do denominado Curral de Teixeira que encontramos a caminho da Matança. Os restantes currais ficam «fora» do normal circuito de passagem naquela zona e apesar de ter passado recentemente pela Lamalonga, não tive oportunidade de os visitar.

O dia começou frio, mas estava de feição para uma excelente jornada. O corpo e principalmente a alma já pediam esforço e o silêncio da montanha, e nada melhor do que um diz de Outono como o de hoje para «explorar» novos caminhos. E assim foi. Chegando ao Barroco de Trás da Pala, rapidamente descíamos para a Lamalonga. Que paisagem! Com as cores outonais em plena pujança e a serra a ser coroada de nuvens altas, a vista era única e fenomenal. Sem dúvida foi uma sorte conseguirmos aqueles panoramas... mas já se diz que a sorte favorece os audazes...

Depois de visitar todos os currais (alguém ajuda com os respectivos nomes?) começando pelo que fica no extremo da Lamalonga à sombra da Sesta de Lamalonga, começamos a percorrer aquela imensidão silenciosa aqui e ali interrompida pelo pacato correr da ribeira. Pelo caminho lá fomos encontrando as marcas do lobo que foi beber, as pequenas patas da raposa e as não tão fugazes cabras selvagens, presença já habitual por aquelas paragens.

Subindo a Corga de Lamalonga, passamos pelas tristes ruínas da lavaria nova e descansamos encostados à parede da antiga casa do pessoal superior da mina... felizmente ainda ninguém a deitou abaixo sem intenção, por certamente deverá estar muito fragilizada...

Depois do almoço retemperador, passagem pela varanda com a magnífica paisagem da Nevosa, Negras e Terras do Barroso. Antes de passarmos pela represa dos Carris, fomos ver os efeitos do mais recente acto de vandalismo que marcou para sempre a paisagem das ruínas do complexo mineiro. Felizmente, este parece ter sido o último acto de vandalismo por aquelas paragens... pois já não há muito mais para vandalizar...

O regresso foi por um portal quântico...

Algumas fotografias do dia...
























Fotografias © Rui C. Barbosa

1 comentário:

Alexandre Matos disse...

Obrigado pelo passeio.A minha alma agradece.Abraço.