quarta-feira, 31 de maio de 2017

Gerês Rock'Fest 2017


De inegável impacto socioeconómico para a região, terá lugar a 28 e 29 de Julho de 2017 o denominado Gerês Rock'Fest 2017.

Porém, e apesar da opinião que foi emitida pelo próprio Parque Nacional da Peneda-Gerês sobre o assunto (Um festival de rock às portas do Gerês? Sem problemas, diz Parque Nacional), ninguém pode negar o impacto negativo que este evento terá para aquela área protegida. Realizado foram dos limites do PNPG, o festival terá lugar dentro da área da Reserva Natura 2000.

Segundo a notícia do PÚBLICO "A mata é uma das áreas de protecção integral do PNPG, mas a distância a que o evento se realiza deixa descansado o director do parque, Armando Lacerda, que, num primeiro contacto do PÚBLICO, desconhecia, oficialmente, a realização deste festival. Por estar fora das fronteiras do PNPG, este não carece de qualquer tipo de autorização desta entidade, mas Adriano Pereira garantiu que a organização tinha todo o interesse em articular iniciativas de âmbito ambiental, esperando também aconselhamento sobre formas de minimizar eventuais impactos de um afluxo de pessoas fora do habitual."

Penso que um evento desta dimensão, com milhares de pessoas a afluir aos limites e ao PNPG, deveria ter sido melhor estudado juntamente com os serviços do Parque Nacional e analisados os impactos reais que terá sobre o ambiente e a área protegida.

Em termos pessoais, é um evento que me levanta muitas dúvidas...

Fotografia © Gerês Rock'Fest 2017 (Todos os direitos reservados)

2 comentários:

Joana Rodrigues disse...

A que impacto negativo se refere?

Rui C. Barbosa disse...

A minha questão prende-se à realização de um evento desta magnitude junto aos limites de um parque nacional e dentro de uma área de protecção ambiental como é a Rede Natura 2000. No fundo, que estudos de impacto ambiental terão sido feitos, se foram feitos?